Dois homens fizeram reféns em uma igreja Saint Etienne du Rouvray, na região da Normandia,  no norte da França, na manhã desta terça. Um padre morreu (Foto: Charly Triballeau / AFP)Dois homens fizeram reféns em uma igreja Saint Etienne du Rouvray, na região da Normandia, no norte da França, na manhã desta terça. Um padre morreu (Foto: Charly Triballeau / AFP)

Dois homens armados com facas invadiram igreja durante uma missa.
Três reféns ficaram feridos; dupla foi morta pela polícia.

Do G1, em São Paulo
Dois homens armados com facas fizeram reféns um padre, duas freiras e dois fiéis em uma igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, na região da Normandia, no norte da França, na manhã desta terça-feira (26). O padre de 84 anos foi morto. Outros três reféns ficaram feridos - um em estado grave.
Reféns em igreja
O presidente francês, François Hollande, declarou que Estado Islâmico reividicou a autoria do ataque, segundo a France Presse.
De acordo com o jornal francês "Le Figaro", os dois homens armados entraram na igreja durante uma missa. Fontes policiais informaram que pelo menos um deles usava barba e espécie de gorro de lã utilizado por muçulmanos. O motivo da invasão não está esclarecido.

Agentes do corpo de elite da Brigada de Investigação e Intervenção (BRI) da polícia local cercaram o imóvel e tentaram negociar com a dupla. O cerco só acabou após 40 minutos quando agentes de segurança mataram os  criminosos. Jacques Hamel, que foi degolado, trabalhava nessa igreja há cerca de 20 anos.
O presidente francês, François Hollande, e ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, foram até o local.
O Vaticano condenou o "bárbaro assassinato" do padre. O ato se torna ainda mais odioso na avaliação da Santa Sé por ter ocorrido em um local sagrado, segundo a Reuters.
O ato é o mais recente em uma série de ataques mortais na Europa. Na França, o ataque acontece 12 dias após um tunisiano matar 84 pessoas com um caminhão em Nice, em ataque reivindicado pelo Estado Islâmico.
Fonte: G1