Só este ano a Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão- AGRITEC, já capacitou mais de 3 mil agricultores familiares nos municípios de Codó e Grajaú, gerou negócio e contratos na ordem de R$ 2.244.440,00 e atraiu mais de 40 mil visitantes dos territórios Cocais e Médio Sertão. Os agricultores familiares do Território Turi Gurupi estão na expectativa para sediar a primeira Agritec na região. O lançamento foi nesta terça-feira (05) no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadores Rurais no município de Zé Doca.
A Feira será realizada de 04 a 06 de agosto, no Assentamento PA Belém, Vila Boa Esperança no município de Zé Doca. Este ano serão realizadas 5 Agritecs, a primeira foi no mês de abril, no município de Codó e a segunda Feira foi no mês de junho no município de Grajaú. As próximas Agritecs serão no município de Zé Doca, Viana e Chapadinha.

“A agritec é um avanço nas políticas públicas para o desenvolvimento da agricultura familiar. É uma feira que revoluciona, sempre deixa legado positivo com capacitações e treinamentos porque o objetivo do Governo é desenvolver o maranhão por meio do conhecimento e da produção”, enfatizou o secretário de Estado da Agricultura Familiar- SAF, Adelmo Soares.

O Sebrae durante o evento de lançamento reafirmou o compromisso e parceria na realização das Agritecs. A instituição afirmou que a Feira é um espaço de grandes conhecimentos e troca de experiências que resulta na qualidade de vida do agricultor maranhense. Aluízio Muniz, gerente do SEBRAE na regional de Santa Inês, informou ainda que o Sebrae já realiza trabalhos apicultura e piscicultura na região e que durante a Feira pretende expandir esses conhecimentos.

“Para nós dos movimentos sociais é importante participar como parceiros na Agritec, porque tudo que for para o crescimento de nossos agricultores familiares é importante para a FEATEMA. Nós vamos mobilizar os agricultores do Território Turi Gurupi para participar da Feira porque será um espaço de conhecimento para melhorar a produção de nossos produtores”, explicou Francisca Sousa, representando a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Maranhão- Fetaema.




“Estou muito feliz porque temos um governador aberto que ouve os agricultores, que valoriza os movimentos sociais e está proporcionando um evento de valorização do agricultor familiar aqui em Zé Doca”, exaltou Lindalva Barros, vice prefeita de Zé Doca.

A Agritec integra um conjunto de ações para o desenvolvimento do setor rural em todo o estado e tem o objetivo de criar espaços para troca de experiências e ampliar o conhecimento tecnológico para beneficiar os agricultores familiares do estado. É uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MA), prefeitura de Zé Doca e os movimentos sociais (MIQCB, FETRAF-MA, FETAEMA, ACONERUQ, MST).

O lançamento da Agritec contou com a presença dos municípios vizinho (Araguanã, Santa Luzia do Paruá, Governador Newton Bello) Instituições de ensino (UEMA, IFMA, UFMA), associações, Banco do Brasil, Incra, Chico Sales, secretário adjunto da SAF, Júlio César Mendonça, presidente da Agerp, Margareth Teixeira, presidente do Iterma, José Raimundo Mendonça, gestor regional da Agerp Zé Doca e presidente de associações e sindicatos.