Um crime que chocou a sociedade caxiense. Passados quase dois anos, o lavrador Francisco Alves Costa, de 43 anos, vai a julgamento nesta terça-feira, dia 07 de junho. A sessão vai acontecer no Salão do Júri do Fórum Desembargador Arthur Almada Lima, na Cidade Judiciária. Ele é acusado de matar a escrivã Loane Maranhão da Silva Thé, de 32 anos. Loane foi morta com uma golpe de faca no pescoço. Na ocasião, uma companheira de trabalho também foi ferida.

Loane colhia depoimento do homem na Delegacia da Mulher. Na época ele era acusado de abusar sexualmente das próprias filhas, uma de 17 anos e outra de 20.  Ano passado, Francisco Costa foi condenado a 72 anos de prisão pelo crime de abuso. Com o julgamento, o crime que trouxe muita comoção entre os companheiros de trabalho de Loane, terá finalmente seu desfecho na justiça.

O julgamento será presidido pelo juiz Anderson Sobral, da 2ª Vara da Comarca de Caxias.


Fonte: TV Sinal Verde Caxias