Mulher agredida oiapoque amapá  (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Mulher teria sido agredida pelo marido em Oiapoque, no Amapá (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Vítima teve a região da coluna pressionada até quebrar a bacia, diz polícia.
Homem disse que foi brincadeira; caso foi em Oiapoque, no Amapá.

Abinoan Santiago
Do G1 AP
A Polícia Civil do Amapá prendeu um homem de 27 anos suspeito de agredir a mulher, de 36 anos, no domingo (22), em Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá. Ele teria provocado paralisia temporária nas pernas da vítima, ao pressionar com o joelho a região da coluna, quebrando, segundo a polícia, a bacia dela.
A polícia informou que a agressão aconteceu após o casal chegar de uma festa. O suspeito teria ficado com ciúmes da mulher que teria aceitado uma bebida de um outro homem durante a noite.
Apesar de a mulher ter tentado impedir a prisão do marido, ele foi preso e levado para o Cento de Operações em Segurança Pública (Ciosp) de Oiapoque, onde aguarda parecer da Justiça.
De acordo com o delegado Charles Corrêa, a vítima teve parte da região lombar da coluna e a bacia quebradas pelo marido, causando a perda temporária do movimento das pernas.
Segundo ele, a vítima conseguiu mexer os membros novamente, mas ainda apresenta dificuldade de movimento. A mulher continua internada no Hospital Estadual de Oiapoque.
"Ela restabeleceu o movimento das pernas, mas o médico atestou uma lesão grave, que demanda um exame complementar daqui a 30 dias para saber a real extensão da coluna da vítima", falou o delegado.
Segundo ele, a suposta agressão ocorreu na frente da filha do casal, de 5 anos. Ela teria tentado chamar a atenção dos vizinhos, mas o suspeito a teria impedido com ameaças. Com a internação da mãe, a menina foi levada pelo pai para a casa da avó paterna.
"Fomos até a região onde o casal mora e fomos informados de que a menina foi levada por ele [suspeito] para a casa da avó. A menina foi peça chave e pôde ser testemunha", disse o delegado.
O suspeito foi preso na noite do mesmo dia durante visita ao hospital de Oiapoque. Ele negou na delegacia que tenha tido a intenção de machucar a mulher, e disse, conforme o delegado, que o caso não passou de uma brincadeira entre o casal.
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 AP ou por Whatsapp, nos números (96) 99178-9663 e 99115-6081.
Fonte: G1