Em comemoração ao dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes, a Prefeitura de Aldeias Altas, por meio do CREAS Centro de Referência Especializado de Assistência Social, realiza uma caminhada nesta quarta-feira (18), com o objetivo de alertar e conscientizar à população da importância do combate à exploração e os meios para a realização da denúncia.

A atividade ocorre a partir das 8h da manhã com concentração em frente ao CREAS e contará com apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Secretaria de Assistência Social, CRAS Humberto Costa, CRAS Erasmo Marcelino de Carvalho, PROERD, Conselho Tutelar, OAB, Secretarias de Saúde, Mulher e Educação. Todos na mobilização pela causa, que infelizmente ainda apresenta dados alarmantes a nível nacional.

Durante a atividade, haverá palestras e distribuição de material informativo sobre a Campanha Faça Bonito que este ano tem como lema “Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater”. Denúncias de suspeitas de abuso ou exploração sexual podem ser feitas para o número 100. A ligação é gratuita e a denúncia pode ser anônima.

Ao final do evento, está prevista apresentação de peça teatral pelos usuários do CREAS com o tema: “Eu sofro, eu grito”.

“Na luta pelos direitos das crianças e adolescentes, queremos convocar todos: família, escola, sociedade civil, instituições de atendimento, igrejas, mídia, para assumirem o compromisso no enfrentamento da violência sexual, promovendo e se responsabilizando para com o desenvolvimento da sexualidade de crianças e adolescentes de forma digna, saudável e protegida”, destaca o prefeito Dr. Tinoco.

“Precisamos unir força para combater esse tipo de crime. Por isso, toda a rede de proteção à criança e ao adolescente tem desempenhado um papel fundamental e nesta quarta é a culminância dessas atividades que já vem sendo realizadas paulatinamente nas escolas e agora estamos alertando a população sobre a necessidade de seguir com esse trabalho”, enfatizou Maria Cleudes Pereira, coordenadora do CREAS em Aldeias Altas.

Sobre a Data

A data faz referência à morte da menina Araceli, de 8 anos, que foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada por jovens de Vitória (ES). O crime aconteceu em 18 de maio de 1973 e, apesar de hediondo, prescreveu impune. Desde então, o dia 18 de maio é marcado por mobilizações sociais com o objetivo de lutar contra este tipo de situação

PROGRAMAÇÃO:

- Caminhada com crianças e adolescente das Escolas Públicas Municipais e Estadual, setores ligados a Assistência Social, profissionais da rede de proteção e população em geral.

- Concentração e saída em frente ao CREAS às 8h00

- Endereço: Rua Caetano Salazar de Abreu, nº 350, Centro

- Encerramento No CREAS com peça teatral “Eu sofro, eu grito”.


ASCOM: Aldeias Altas/2016