A Polícia de Roma, na Itália, prendeu nesta segunda-feira (30) o namorado de Sara Di Pietrantonio, de 22 anos, estudante cujo corpo foi encontrado carbonizado no fim de semana. Depois de um longo interrogatório, Vincenzo Paduano, 27, assumiu a autoria do crime.

A estudante entrou em contato com a família pela última vez na madrugada do domingo (29), após ter passado a noite fora, mas garantiu que retornaria logo. Preocupada com a demora, a mãe saiu em busca da jovem e encontrou o carro de Sara pegando fogo. Seu corpo estava a cerca de 500 metros de distância do veículo, atrás de arbustos, ainda em chamas.

Segundo a família, o relacionamento com Paduano durou cerca de dois anos e terminou poucos dias antes do assassinato.

Investigações sobre o caso ainda estão em curso, mas especialistas já chegaram à conclusão de que ela foi queimada viva. Segundo autoridades da capital italiana, Sara chegou a pedir a ajuda de pessoas que passavam de carro pelo local, mas ninguém parou.

IG