Quem deixou para a última hora para ficar quite com a Justiça Eleitoral em Caxias, enfrentou uma longa espera, um apagão no sistema por conta da falta de energia e ainda houve denuncias da comercialização de senhas.

No município, dois pontos de atendimento estavam funcionando, sendo um no Fórum Eleitoral situado na Cidade Judiciária e outro no Posto Avançado no Centro de Cultura.

No Fórum, o atendimento transcorreu normalmente. Cerca de 700 senhas foram distribuídas no último dia de alistamento e atualização de cadastro eleitoral.

Já no Posto Avançado, muitas pessoas chegaram durante a madrugada, no intuito de conseguir receber a para o recadastramento. No entanto, nem todos conseguiram ter acesso ao atendimento.

A reclamação é que vereadores e pré-candidatos tiveram acesso a um número grande de senhas e distribuíram aos seus pretensos eleitores. A presença de cabos eleitorais também foi registrada, inclusive com acesso aos corredores próximo aos locais de atendimento.

Mas, a situação dos eleitores piorou quando o fornecimento de energia teve uma queda na área central da cidade. O atendimento foi interrompido por quase 4 horas. A Cemar, concessionária responsável pelo fornecimento elétrico informou em nota, que havia enviado uma equipe para solucionar o problema, sem justificar as causas.

Para evitar tumulto, policiais militares do 2º BPM e homens da GOE e Força Tática se revezaram na segurança no local.

Quando o atendimento foi retomado por volta das 13h, o número de pessoas já havia triplicado no Posto Avançado. Cerca de 550 senhas foram distribuídas.

Houve a denúncia também que pessoas estavam comercializando senhas. A equipe do iCaxias esteve toda a tarde no local e presenciou a compra e venda dos bilhetes ao preço que variou entre 20 a 50 reais. No final da tarde, um flagrante ainda maior, um homem chegou a comprar várias senhas ao valor de R$ 100 cada.

Muitos retardatários tentarão em vão até a última hora. O atendimento foi finalizado por volta das 19h30. A Justiça Eleitoral só voltará a atender novamente no mês de novembro deste ano.

Em Caxias, de acordo com a Justiça Eleitoral, 107.694 eleitores deveriam fazer a biometria, transferência de domicílio ou cadastramento eleitoral. No entanto, o balanço parcial antes do último dia, apontou apenas 79.184 eleitores que compareceram para se regularizar. Cerca de 25.100 eleitores que deixaram de procurar o atendimento tiveram seus títulos cancelados.

iCaxias