Imagem meramente ilustrativa. 

Vítimas não tiveram as suas identidades reveladas e possuem 20 e 21 anos.
Crime aconteceu na noite deste sábado (14) no Conjunto Primavera.

Do G1 MA
Três bandidos foram presos em flagrante na noite deste sábado (14), após estuprar e assaltar a residência de duas jovens em São Luís. As vítimas que não tiveram as suas identidades reveladas são estudantes universitárias e possuem 20 e 21 anos.
Segundo informações das vítimas e repassadas à Polícia Militar, os criminosos identificados como Antônio Gomes da Silva Júnior, de 38 anos, André Filipe Velosos Linhares, 22, e Wallace Vieira dos Santos, 31, pularam o muro e invadiram a casa que fica situada no Conjunto Primavera, na capital.
Ainda conforme relato da PM, os criminosos surpreenderam as estudantes no interior da casa e utilizando facas do próprio local eles anunciaram a ação criminosa. As duas jovens foram rendidas por Antônio Gomes da Silva Júnior e André Filipe Velosos Linhares e forçadas a manter relações sexuais com eles.
Após o ato sexual, Antônio e André Filipe, que também é conhecido como "Keke e "Coveiro", roubaram alguns pertences das vítimas, incluindo a quantia de 70 reais, e fugiram logo em seguida deixando para trás o comparsa Wallace Vieira, que na ocasião se encontrava bastante bêbado e com sinais de uso de entorpecentes.
Percebendo a inércia de Wallace, as duas jovens decidiram sair de dentro da residência e acionaram a polícia, que se dirigiu até a casa das vítimas e prendeu Wallace.
Logo após a prisão de Wallace Vieira, a polícia realizou uma busca nas proximidades onde ocorreu o crime e conseguiu prender em flagrante os outros dois envolvidos na ação.
Antônio Gomes da Silva Júnior e André Filipe Velosos Linhares foram autuados por roubo qualificado pelo concurso de pessoas e também pelo o crime de estupro. Já Wallace Vieira dos Santos foi preso apenas por roubo qualificado pelo concurso de pessoas. Os três foram levados para o Plantão Central do bairro Cohatrac e após os procedimentos legais foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no bairro Pedrinhas, em São Luís, onde ficarão presos até o julgamento.
Fonte: G1 Ma