Uma caminhada alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes foi realizada na quarta-feira, 18 de maio no município de Aldeias Altas e reuniu centenas de pessoas.

A Campanha Faça bonito, que tem como lema “Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater”, neste ano, o evento foi organizado pelo CREAS Centro de Referência Especializado de Assistência Social e contou com apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Secretaria de Assistência Social, CRAS Humberto Costa, CRAS Erasmo Marcelino de Carvalho, PROERD, Conselho Tutelar, OAB, Secretarias de Saúde, Mulher e Educação.

Alunos das escolas públicas das redes municipal e estadual de educação, carregando faixas educativas e cantando músicas que remetem ao tema, se juntaram às autoridades e comunidade local na campanha de conscientização e preservação contra possíveis casos identificados na cidade.

O trajeto saiu de frente à sede do CREAS, passando por algumas ruas e avenidas do centro da cidade até o encerramento novamente no CREAS. Durante a atividade, houve distribuição de material informativo sobre a Campanha Faça Bonito. Ao final do evento, ocorreram palestras e apresentação de peça teatral pelos usuários do CREAS com o tema: “Eu sofro, eu grito”.

Com muita alegria, entusiasmo e disposição os participantes contribuíram para que a mobilização fossem um sucesso e correspondesse com as expectativas.



A Coordenadora do CREAS Cleudes Maria, lembra que “quanto mais a causa for divulgada, maior será a força de mobilização, visto que, violência sexual é um tema delicado e que normalmente acontece de forma velada. E se ninguém fala do assunto, ninguém fica sabendo”.

A Primeira dama do município, Socorro Tinoco destacou a realização da caminhada e da importância desse alerta geral, já que o País inteiro está mobilizado em favor da causa. “Na maioria dos casos, o agressor está dentro de nossas casas e é preciso conscientizar à sociedade da necessidade de denunciá-los para que providências sejam adotadas para resguardar nossas crianças e adolescentes ”, concluiu.

Denúncias de suspeitas de abuso ou exploração sexual podem ser feitas para o número 100. A ligação é gratuita e a denúncia pode ser anônima.



“Esse enfrentamento contra o abuso e a exploração de crianças e adolescentes é permanente em nossa cidade, pois a campanha tem o objetivo de conscientizar a sociedade para que denuncie os casos de abusos”, enfatizou o prefeito Dr. Tinoco que destacou a participação dos secretários municipais, assessores,

professores, alunos e o apoio da Polícia Militar e demais órgãos vinculados na defesa dos direitos infanto-juvenil no município.

ASCOM: Aldeias Altas/2016