Antes de ser transferida na tarde de ontem(08) para um presídio, uma mulher identificada como Regina Tadeu, presa por tráfico de drogas, teria supostamente passado cerca de três dias na mesma cela com outros dois detentos homens. A presa gravou um vídeo contando o fato ocorrido em uma cela do 3º Distrito Policial de Timon.

Nas imagens, a mulher- considerada pela Polícia Civil como uma das maiores traficantes de drogas da cidade- diz: "estou aqui para pagar o que devo, mas assim é desumano". 

No vídeo, a mulher reclama ainda das péssimas condições da cela, o intenso mau cheiro e conta que está dormindo no chão. "Sou uma pessoa doente e estou aqui que nem um cachorro", disse ela em outro trecho do vídeo. Regina Tadeu foi presa no último dia 05, em cumprimento a mandado judicial. Na residência dela, os policiais apreenderam crack, cocaína e mais de R$ 3 mil em dinheiro. 

A suspeita foi levada para o distrito policial após portaria do juiz da 3ª Vara Criminal de Timon, José Elismar Marques, que determina que a direção do Centro de Ressocialização Jorge Vieira não receba mais presos provisórios, sem que esteja acompanhada da correspondente ordem judicial. O magistrado justifica a portaria devido a superlotação do presídio. Com isso, os detentos estão sendo levados para o 3º DP, único com carceragem na cidade. 

O Cidadeverde.com entrou em contato com a assessoria do juiz José Elismar Marques, mas o magistrado estava em reunião e disse apenas que só poderá se pronunciar na próxima semana. O titular do 3º Distrito Policial de Timonn, Michel de Sousa Sampaio, também não foi localizado. 

Mesmo sem querer comentar o fato com a imprensa, a repercussão surtiu efeito, já que a mulher foi transferida para o presídio.