Deputado estava em São Paulo para fazer revisão médica do tratamento contra o câncer, mas foi abatido por uma febre resultante da picada do aedes aegypti e vai ter que ficar em repouso durante toda a semana


O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Humberto Coutinho (PDT), vai permanecer toda esta semana em São Paulo, onde está desde quinta-feira (07), para revisão médica do seu tratamento de câncer.

Tudo seguia dentro da rotina até quinta-feira, 7, quando ele começou a sentir dores no corpo e febre.

Diagnóstico: chicungunya.

– Os médicos acharam melhor que ele permanece internado, por causa da baixa imunidade. Ele vai te que tratar a febre em São Paulo mesmo – explicou o chefe da diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa, Carlos Alberto Ferreira.

Os sintomas da febre chicungunya são geralmente dores nas articulações, inchaço e dificuldades para locomover. Por isso a necessidade de Humberto Coutinho permanecer internado.

O presidente da Assembleia está no Hospital Syrio e Libanês…


Assessoria