Vereador Fábio Gentil tem sido a voz da população caxiense na Tribuna


Em contundente discurso proferido nesta segunda-feira, 04, na Câmara Municipal de Caxias, o vereador Fábio Gentil denunciou o que ele chamou de “mais um caso de perseguição” contra o fisioterapeuta Ermando Filho, proprietário da Clínica Santa Teresinha, que foi abruptamente descredenciada recentemente da rede de prestadores de serviço de saúde do município. “Além de descredenciarem uma Clínica com mais de 20 anos de serviços prestados no município, eles agora demitiram o seu proprietário do emprego no Hospital Geral”, revelou Fábio ressaltando que Ermando Filho “era funcionário concursado do HGM há 15 anos”.

O oposicionista revelou ainda que o secretário de Saúde do município, Vinicius Araújo, não deu nenhuma explicação para a demissão. “Simplesmente disse que não seria mais possível para ele [Ermando] continuar trabalhando no Hospital Geral”, contou Fábio visivelmente revoltado com a perseguição sofrida pelo fisioterapeuta caxiense.

Num aparte ao discurso do colega Fábio Gentil, o vereador Catulé avaliou que a perseguição que ocorre hoje no município é uma consequência do resultado das pesquisas de opinião encomendadas pelo deputado Humberto Coutinho. “Quem tem consciência que uma eleição está ganha, quem trabalha com as pesquisas, não se preocupa de buscar coisas pequenas, de ir atrás de tirar empregos”, disse Catulé contando um episódio ocorrido ainda nesta segunda-feira, quando um funcionário da Casa de Saúde, que trabalha com análise da água da hemodiálise e que também é locutor da Rádio Tropical FM, foi chamado pela diretora da Clínica particular do deputado Humberto Coutinho e recebeu carta de demissão.  “Você acha, e até onde eu conheço, fariam uma política dessa, de medo e de terror, se não estivessem perdidos?”, questionou Catulé.

Por conta dessa onda de perseguição, Catulé avaliou que Fábio Gentil terá sucesso nas urnas e que será, “sem sombra de dúvida, o primeiro prefeito que sai desta Casa, exercendo ainda um mandato de vereador”.

No final do seu pronunciamento, Fábio lamentou a perseguição contra o fisioterapeuta Ermando Filho e disse que o mesmo, por ser concursado, garantirá na justiça o seu emprego de volta e deixou um duro recado ao prefeito Léo Coutinho: “ele vai colher tudo o que está plantando, pois o mal que aqui se faz, aqui se paga. Pode perseguir quem quer que seja, mas o feitiço vai virar contra o feiticeiro”.


Sabá