Ontem participei de um compromisso político em Timon/MA e voltei hoje a São Luís. Uma verdadeira saga percorrer a BR 316 e depois trafegar pela BR 135 (Rodovia da Morte). Saí de Timon às 12h30min e só estou chegando às 22h10min a São Luís.

Infelizmente, uma viagem cansativa e com muitos relatos tristes durante todo trajeto, onde identificamos 28 carros parados no acostamento com pneus cortados nos buracos e dois acidentes graves. Como por exemplo um acidente próximo ao Dezessete, entrada de Codó, onde a colisão de um caminhão com micro ônibus deixou muitos feridos e algumas vítimas fatais. Sendo que o motorista do caminhão ficou mais de 2h preso às ferragens.

Que Deus possa confortar todas as famílias da vítimas envolvidas nesse acidente.

A situação é tão crítica que existem verdadeiras crateras no trecho da BR 135 que corta o centro da cidade de Santa Rita. Os maranhenses e todos aqueles que passam pela BR-135, lamentavelmente conhecida por ‘rodovia da morte’, devido aos incontáveis casos de violência e acidentes, estão sofrendo com essa caótica situação que já repercutiu, inclusive, a nível nacional. Desde 2015, no início do nosso mandato, estamos cobrando providências e a atuação do DNIT para a conclusão dessas vergonhosas obras. No último sábado (09) estivemos acompanhando o Diretor Geral do DNIT em uma visita de inspeção das obras de recuperação e tapa buracos na BR 135.  Segundo o DNIT 8 equipes concluirão os trabalhos até o dia 15 e logo após recomeçarão a duplicação da rodovia. Fizemos questão de mostrar e evidenciar a caótica situação da BR. Eis algo que fortalece nossa esperança, embora já calejada por tantos anos. Agora, temos prazos e estaremos cobrando que tais prazos sejam cumpridos. É um clamor não apenas meu, mas de todos os maranhenses que por ali passam.