O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, em parceria com a Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria de Políticas para as Mulheres, e outros seguimentos da sociedade, realizou nesta sexta-feira (11) mais uma “Marcha Mulher, Movimento e Vida”, atividade alusiva ao Dia Internacional da Mulher.

Pelo quinto ano consecutivo, a concentração da marcha da mulher foi no Largo de São Benedito e reuniu uma multidão, vestida de branco, que saiu pelas principais ruas do Centro Histórico de Caxias em direção à Prefeitura, onde aconteceu um aulão comandado pelos instrutores do Programa Mulher em Ação.

De acordo com a vice-presidente do Conselho da Mulher, Maria Júlia, “a marcha é um momento onde as mulheres vão às ruas comemorando as conquistas, mas também dizendo que estão em movimento, que não estão satisfeitas, que querem mais”.

Todas as mulheres

O tema escolhido para 2016 foi “Com todas as mulheres, por todos os seus direitos”. Segundo a professora Jesus Andrade, que acompanha a atividade desde a sua implantação no município, “é extremamente importante por objetiva dar visibilidade a questões que envolvam a situação da mulher, principalmente em situação de violência”.

Dentre as várias parcerias, a mobilização contou com a representação da OAB Subseção Caxias. “Buscamos fortalecer parceria com outros órgãos que, assim como nós, estão em busca da defesa do direito e do empoderamento feminino”, destacou a advogada Alzenira Pinho.

A estudante Paloma Bispo marcou presença pelo segundo ano da atividade. Para ela, “é um momento que lembra a luta das mulheres, de todos os tipos, e que deve ser repetido todos os anos para fortalecer o movimento”.


O prefeito Leo Coutinho e a secretária da Mulher, Liana Coutinho, por mais um ano, também fizeram questão de participar da mobilização. A secretária considera “importante manter essa tradição, pois é um momento de se manifestar, que a mulher caxiense consegue passar para a população a sua luta”.  Nas palavras do prefeito de Caxias, “é uma forma de chamar atenção para toda Caxias da necessidade de combater a violência à mulher, para garantir que ela seja tratada com respeito e com carinho, como deve ser”.




Fonte: Ascom/ Prefeitura de Caxias