Apoio às Feiras da Agricultura Familiar, que irão beneficiar cerca de 15 mil agricultores.Foto: Karlos Geromy/Secap
Apoio às Feiras da Agricultura Familiar, que irão beneficiar cerca de 15 mil agricultores.Foto: Karlos Geromy/Secap

O Governo do Estado deu mais um importante passo para a consolidação de uma economia inclusiva voltada para a produção familiar. Em solenidade no Palácio Henrique de La Rocque, nesta quinta-feira (10), o governador Flávio Dino anunciou as ações da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) para o ano de 2016, com o lançamento do calendário das Agritecs (Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão), a entrega do cartão Mais Agricultura Familiar, apoio às Feiras da Agricultura Familiar, além da entrega de carros e tratores para execução de políticas de inclusão produtiva rural das famílias em situação de extrema pobreza.

Dando continuidade às várias ações exitosas do ano de 2015, o governador Flávio Dino e o secretário da SAF, Adelmo Soares, anunciaram apoio às Feiras da Agricultura Familiar, que irão beneficiar cerca de 15 mil agricultores dos 30 municípios do Mais IDH e de 19 municípios que sediam as regionais da Agerp (Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão) com a entrega de 642 kits de feiras, no âmbito dos programas ‘Mais Renda’ e ‘Mais Produção’.

Na solenidade, também foram lançadas as Agritecs 2016 que serão realizadas nos municípios de Codó, Grajaú, Zé doca, Viana e Chapadinha que englobam os territórios: Cocais; Pré-território do Médio Sertão;  AltoTuri e Gurupi; Campos e Lagos; e Baixo Parnaíba. A Feira é uma iniciativa do sistema de agricultura familiar em parceria com Embrapa, Sebrae, prefeituras municipais e movimentos sociais (MST, Miqcb, Aconeruq, Fetaema, Fetraf) que tem o objetivo de garantir o acesso do agricultor familiar ao conhecimento e a novas tecnologias.

O governador Flávio Dino ressaltou que essas ações visam fortalecer a comercialização dos produtos da agricultura familiar no Estado, tornando-os competitivos no mercado, agregando valores com foco na comercialização local e melhorando os índices de desenvolvimento humano dos municípios. “Nós temos a preocupação de garantir que esse processo chegue até o momento de expansão da produção, não só para que a família possa retirar o seu sustento, mas possa retirar daí também o seus excedentes que sejam comercializáveis, portanto agregando renda às famílias”, destacou.

Na ocasião, o governador realizou a entrega simbólica do cartão ‘Mais Agricultura Familiar’ que irá garantir o acesso ao fomento de R$ 2.700 a 3 mil famílias de agricultores familiares, totalizando R$ 8,1 milhões liberados. Ele entregou ainda cinco veículos para incremento da agricultura familiar do Baixo Parnaíba, adquiridas por meio do acordo de cooperação técnica com os ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Desenvolvimento Social (MDS), além de três tratores para as cidades de Parnarama, Viana e Lago da Pedra.

A agricultora do povoado Lagos, do município de Bélagua, Maria de Fátima Andrade, recebeu das mãos do governador o cartão do ‘Mais Agricultura Familiar’ e, emocionada, relatou que a assistência para os municípios do Plano Mais IDH tem melhorado significativamente a vida dos lavradores do interior. “Uma coisa que a gente nunca tinha visto lá no interior, nem meu pai que até já faleceu nunca tinha alcançado. Eu já plantava, mas agora nós estamos vendo aumentando muita coisa”, frisou, enaltecendo a assistência técnica dada para a produção familiar nos 30 municípios do plano de ações.

Sucesso e expansão das Feiras

Apoio às Feiras da Agricultura Familiar, que irão beneficiar cerca de 15 mil agricultores.Foto: Karlos Geromy/Secap
Apoio às Feiras da Agricultura Familiar, que irão beneficiar cerca de 15 mil agricultores.Foto: Karlos Geromy/Secap

De acordo com Adelmo Soares, as ações realizadas pela SAF em 2015, sobretudo as Agritecs, foram importantes para alavancar a agricultura familiar no Estado. Segundo ele, as Feiras movimentaram quase R$ 2 milhões de reais, com participação de mais de 70 mil pessoas, e cerca de 15 mil agricultores receberam cursos, capacitações e treinamentos. “Nós acreditamos que é um eixo muito importante para nós continuarmos trabalhando em prol do desenvolvimento do Maranhão através da agricultura familiar”, elogiou.

O secretário destacou que a realização de Feiras da Agricultura Familiar movimenta o eixo da produção e da comercialização, e o Governo estimula a realização destas iniciativas oferecendo, além de capacitação, infraestrutura necessária como: barracas, bancas, caixa térmica, balança, jalecos, camisa e etc. “Nós acreditamos em uma assistência técnica permanente. Em contato com a agricultura familiar e com a unidade familiar, porque adquirindo essa confiança nós podemos ter uma assistência técnica de qualidade para a população do Maranhão”, completou Adelmo Soares.

No Palácio Henrique de La Rocque foi montada uma Feira da Agricultura Familiar que contou com agricultores dos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa. “O Governo tem incentivado o agricultor familiar com essa estrutura. Esse é o primeiro programa que vem ajudar o agricultor diretamente. Antes eu somente revendia. Agora eu ganhou 50% a mais vendendo direto para o comprador”, explicou José Dorisvam, de Raposa.

Também participaram da solenidade o prefeito de são luís, Edivaldo Holanda Júnior, o presidente do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Mauro Jorge, o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, além de representantes de prefeituras e de movimentos sociais.


Fonte: Secom/ Governo do Maranhão