Manifestação percorreu pontos do Centro de São Luís (Foto: Alessandra Rodrigues/Mirante AM)Manifestação percorreu pontos do Centro de São Luís (Foto: Alessandra Rodrigues/Mirante AM)

Protesto começou por volta de 17h desta segunda-feira (28).
Organização afirmou participação de 600; Polícia Militar informou 300.

Do G1 MA
Manifestantes protestaram contra o reajuste de 11,8% nas tarifas de ônibus, na tarde desta segunda-feira (28), no Centro de São Luís. A organização afirma que 600 participaram do movimento. A Polícia Militar informou 300 participantes.
A concentração começou por volta de 17h em frente à Biblioteca Benedito Leite, de onde o grupo saiu em passeata que percorreu a Rua Rio Branco, a Avenida Beira-Mar, a Ponte José Sarney, a Prefeitura de São Luís e o Terminal de Integração da Praia Grande.
Houve princípio de conflito entre alguns estudantes e motoristas que ameaçaram avançar sobre o grupo. Por volta de 18h20, os manifestantes invadiram o Terminal de Integração da Praia Grande.
A manifestação começou a dispersar por volta de 18h35. Viaturas da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) acompanharam o movimento.
O protesto foi organizado por movimentos estudantis como a União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas UBES), Assembleia Nacional dos Estudantes Livre (ANEL), União da Juventude Socialista (UJS), etc.
Concentração começou por volta de 17h, no Centro (Foto: Alessandra Rodrigues/Mirante AM)Concentração começou por volta de 17h, no Centro (Foto: Alessandra Rodrigues/Mirante AM)
Aumento
O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) assinou decreto, no dia 23 de março, concedendo reajuste no preço das tarifas dos ônibus que circulam pela Região Metropolitana. Os novos valores entraram em vigor a partir de 0h de sexta-feira (25).
As passagens tiveram os seguintes aumentos: de R$ 1,90 para R$ 2,20 (nível 2); de R$ 2,20 para R$ 2,50 (nível 3); e de R$ 2,60 para R$ 2,90 (nível 4). Nas linhas semiurbanas integradas o valor passou também ficou em R$ 2,90 e, o expresso metropolitano, subiu para R$ 3,10.
O último aumento havia acontecido em março de 2015, quando houve reajuste de 16% nas tarifas. Após três dias de protestos, a prefeitura anunciou redução de R$ 0,20 no valor do reajuste das tarifas.
Fonte: G1 Ma