Há inexatos 04 meses (no dia 09 de dezembro de 2015), o deputado Wellington denunciou a situação de abandono que a capital maranhense enfrenta.
"São Luís está suja e abandonada”, essa foi a afirmativa de Wellington ao solicitar melhorias no serviço de limpeza pública em São Luis.
Indo ao encontro de uma das denúncias feitas pelo parlamentar, na noite da última segunda-feira (21), o Maranhão foi envergonhado nacionalmente com uma matéria do Jornal Nacional, que expôs a precariedade dos lixões em São Luís, Ribamar e Raposa.

De forma surpreendente, o Jornal Nacional mencionou informações já antes apresentadas pelo deputado Wellington, que há meses já havia denunciado a situação do lixões da Região Metropolitana. 

Em dezembro, quando o deputado Wellington denunciou a situação de abandono vivenciada por São Luís e solicitou melhorias no serviço de limpeza da capital, inúmeros cidadãos interagiram através das redes sociais, denunciando que os “lixões itinerantes” estão em toda a capital maranhense. Segundo a própria população, o acúmulo de lixo não é limitado a um ou outro lugar, mas estende-se aos bairros Cohatrac, Cidade Operária, Coroadinho, Liberdade, dentre outros. 

Um dos inúmeros exemplos de "lixões itinerantes" está personificado em vários urubus que são atraídos pelo acúmulo de lixo na Feira da Cidade Operária, em São Luís, conforme denuncia feita pelo deputado Wellington que, inclusive, fez um vídeo no local.  

Como resultado de tudo isso, há a exposição nacional da postura negligente e irresponsável da Prefeitura de São Luís  com a saúde pública e vários outros direitos. Mais uma vez, São Luís é exposta no Jornal Nacional não para ser admirada, mas para ser envergonhada. Somente nesse ano, São Luís já foi exposta duas vezes no Jornal Nacional: uma, por desrespeitar as pessoas com deficiência e, agora, por desrespeitar a própria vida. 
Surge o questionamento: qual será a próxima pauta que a Prefeitura de São Luís dará ao Jornal Nacional? Incompetência administrativa com repercussão nacional, eis um dos resultados do abandono de São Luís.