Vítima estava grávida de dois meses
(Foto: Divulgação/Assessoria da Polícia Civil)

Vítima andava com mãe de suspeito quando foi morta em Rolândia, no PR.
Rapaz disse à polícia que matou mulher porque ela estava grávida de outro.

Do G1 PR
Um homem, de 25 anos, matou a mulher, que estava grávida de dois meses, seis horas depois de deixar a unidade 2 da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL II), no norte doParaná, na terça-feira (1°). O crime foi registrado em Rolândia, localizada a 24km deLondrina, onde a mulher e a família do suspeito moravam.
Após esfaquear a mulher, o homem fugiu, mas foi encontrado no contorno norte de Rolândia. À polícia, o suspeito confessou o crime e disse que matou a mulher porque ela estava grávida de outra pessoa.
Segundo a Polícia Militar (PM), o rapaz deixou a penitenciária às 15h e às 21h cometeu o assassinato. O homem deixou a prisão com uma tornozeleira eletrônica, no entanto conseguiu retirar e esconder o aparelho no forro da casa da família, ainda conforme a polícia. 
A mulher estava andando com a mãe do agressor quando foi localizada e morta com vários golpes de faca pelo companheiro. Ela foi socorrida pelos bombeiros e levada ao hospital San Rafael, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. O corpo doi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina. 
O suspeito está preso na Delegacia de Rolândia nesta quarta-feira (2). A Polícia Civil informou que ele permanecerá na cadeia da delegacia até a realização de audiência sobre o caso.
Fonte: G1