Investir na agricultura é aquecer a economia local. A Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria de Agricultura, em parceria com o Ministério de Desenvolvimento Social através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), recebeu o resultado do plantio dos pequenos agricultores caxienses.

Cerca de 24 produtos produzidos por eles serão comprados pela Prefeitura de Caxias e distribuídos a hospitais, Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (Apae) e outras instituições de cunho social da cidade.

Graças ao programa PAA, os agricultores poderão garantir a venda de sua produção, como também diversificar e aumentar sua renda. A Prefeitura de Caxias comprou, entre outras coisas, cebolinha, pimentão, abacate, mamão, pepino, farinha de puba e melancia.

Preço bom

“Esse processo facilita nossas vendas. Antes, nós trazíamos as mercadorias e vendíamos a qualquer preço e às vezes ficávamos no prejuízo. Com esse programa, já temos um lugar certo para a venda, a um preço bom e estimula a cultivar ainda mais”, disse o agricultor Trindade Neto, do povoado São Pedro.


Cerca de dez povoados estão envolvidos na produção. Para participar, o pequeno agricultor deverá fazer o cadastramento na Secretaria de Agricultura com os documentos pessoais e sua Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP).

O secretário de Agricultura, Manoel Silveira, destaca a importância do programa para os pequenos agricultores. “O Governo Federal disponibiliza o recurso e a Prefeitura faz a aquisição e a entrega às instituições. Essa parceria valoriza os agricultores e garante uma melhor qualidade de vida no campo”.


Sobre o PAA

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma das ações do Fome Zero e proporciona acesso a alimentos às populações em situação de insegurança alimentar, promovendo a inclusão social e econômica no campo, por meio do fortalecimento da agricultura familiar. Na modalidade, o agricultor familiar comercializa diretamente alimentos de acordo com padrões de qualidade, que são determinados pelos órgãos regionais competentes.