Pai da jovem estava dormindo no momento dos disparos. 

Crime aconteceu no domingo de carnaval no município de Zé Doca.
Marconi Alves de Melo e Cleonice Silva Carvalho eram lavradores.

Do G1 MA, com informações da TV Mirante

Desvendado pela polícia um crime que chocou a população do município de Zé Doca, a 302 km de São Luís. No domingo de carnaval, um casal de lavradores identificados como Marconi Alves de Melo, de 39 anos, e Cleonice Silva Carvalho, 36, foi assassinado em casa. A polícia descobriu que os dois homicídios foram encomendados pela única filha do casal, uma adolescente de 16 anos, que não estava na casa no momento em que os seus pais foram mortos.
O delegado Pedro Henrique Hottes, que está acompanhado o caso, diz que começou a desconfiar da adolescente porque durante o seu depoimento ela não demonstrou nenhuma emoção, preocupando-se apenas com a herança que teria sido deixada a ela. “Não derramou uma única lágrima e só queria saber da herança. Sem medo de errar ela perguntou cerca de 15 vezes como faria para receber a herança e isso frisa-se os pais tinham acabado de ser assassinados”, conta.
Ainda de acordo com o delegado, o lavrador morto teria recebido uma herança no valor de 80 mil reais, e essa quantia teria sido a principal causa da sua morte, que foi encomendada pela a adolescente e por um vizinho de 20 anos, reconhecido somente como Beto, que fugiu após os crimes. “Esse Beto ficaria com a quantia de 10 mil reais após o levantamento da herança e a menor ficaria com o restante”, revela.
O irmão de Marconi, Antonio Alves de Melo, diz não entender o motivo do crime, já que a adolescente tinha tudo que desejava. “Doído pra gente. Agora tá presa e tomara que fique pro resto da vida, apesar de que é minha sobrinha, mas não importa”, finaliza
Fonte: G1 Ma