Divulgação

Agora em 2016 é ano de eleição no Brasil. Os eleitores dos 5.570 municípios do país vão às urnas para escolher prefeitos e vereadores. É o primeiro sufrágio do país depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou inconstitucional a doação empresarial para campanhas políticas.

No voto da ministra Cármen Lúcia, ela ressaltou que a influência do dinheiro empresarial torna a disputa desigual e que o candidato eleito passaria a representar os interesses da empresa e não do cidadão comum.

Essa decisão do Supremo deve mudar a maneira de fazer campanha política.

Agência Brasil