Prefeito Léo Coutinho, Presidente da ALEMA Humberto Coutinho, Governador Flávio Dino e demais personalidade políticas
Com a inauguração nesta quarta-feira (27), do HMEA - Hospital Microrregional Dr. Everaldo Aragão, Caxias passa a ser a principal referência no setor de atendimento médico-hospitalar de toda Região Leste Maranhense e também e parte do Oeste do Piauí. A cidade passa a ser o único município do interior do Estado a contar com cinco hospitais públicos, dois centros especializados, além de uma rede de atenção básica formada por dezenas de Unidades Básicas de Saúde na sede e zona rural.

Em funcionamento pleno estão: a Maternidade Carmosina Coutinho, o Hospital Macrorregional, o Hospital Geral, o Hospital Infantil Dr. João Viana e os centros de referências PAM - Posto de Atendimento Médico do bairro Matadouro Velho, CEAMI- Centros de Especialidade em Assistência materno Infantil e breve será inaugurada a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pirajá.

























No Hospital Microrregional Dr. Everaldo Ferreira Aragão, foram investidos  mais de R$ 21 milhões, do Tesouro Estadual e Governo Federal. O HMEA fará com ofertará para mais 783 mil maranhenses que vivem em 26 cidades da Região Leste, atendimento humanizado com maior comodidade e conforto.

Os pacientes encaminhados pelos hospitais municipais terão atendimento médico-hospitalar em cirurgia geral, clínica médica, neurologia, ortopedia, oftalmologia, cardiologia, pediatria e gastroenterologia.

“Hoje o estado tem uma política de saúde responsável, que pensa nas pessoas. Uma saúde forte se faz primeiramente na prevenção e depois no que estamos fazendo aqui hoje, priorizando os hospitais estratégicos como esse”, disse o secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco.

O hospital possui 122 leitos de internação, sendo 26 leitos de clínica médica, 26 pediátricos, 26 ortopédicos, 26 leitos de clínica cirúrgica, 12 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 6 leitos de UCI (Unidade de Cuidados Intermediários).

A população terá, ainda, serviço de apoio de diagnóstico, com laboratório, radiologia, ultrassonografia, tomografia, endoscopia, eletrocardiograma, densitometria, ecocardiograma, diagnósticos oftalmológicos, mamografia entre outros.


























Em seu discurso, o presidente da Assembléia Legislativa do Maranhão, deputado Humberto Coutinho, destacou os investimentos do Estado que serão injetados para melhorar o atendimento na Carmosina Coutinho. Ele também se manifestou de forma indignada contra os adversários políticos que insistem em plantar “o terrorismo ao anunciar o fechamento do HGM”. Humberto Coutinho foi categórico ao afirmar que jamais o Hospital Geral deixará de funcionar, uma vez que continuará com o atendimento de emergência e oncologia.

Já o prefeito Léo Coutinho, enfatizou que a parceria Município e Estado foi indispensável para a construção do HMEA – Ele frisou que “no segundo semestre desse ano, será implantada dentro do hospital uma unidade oncológica com cirurgia e quimioterapia, para atender os maranhenses que ainda se servem da rede de saúde do Piauí, para fazer o tratamento de câncer.

O Governador Flávio Dino afirmou que: “Este hospital é de grande importância para a população da região, pois aqui serão feitos procedimentos de saúde de alta complexidade. Estamos na direção correta, desenvolvendo uma política de saúde que parte da atenção básica, valorizando a prevenção das doenças, mas que também segue os critérios da regionalização, com hospitais de grande porte que resolvam efetivamente os problemas.



Municípios beneficiados com o Hospital Dr. Everaldo Ferreira Aragão
Região de Caxias: Afonso Cunha, Aldeias Altas, Buriti, Caxias, Coelho Neto, Duque Bacelar e São João do Sóter.
Região de São João dos Patos: Barão de Grajaú, Benedito Leite, Buriti Bravo, Carolina, Jatobá, Lagoa do Mato, Mirador, Nova Iorque, Paraibano, Passagem Franca, Pastos Bons, São Domingos do Azeitão, São João dos Patos, Sucupira do Norte e Sucupira do Riachão.


Mano Santos/iCaxias