Sempre que se fala da limpeza dos ouvidos, surge a controversa questão: ‘limpar ou não com cotonetes’?
O uso de cotonetes tem sido desaconselhado pelo eminente perigo que pode portar para a saúde auditiva. De acordo com o médico João Júlio Cerqueira – membro do PT Medical – uma das principais causas de otite nas crianças é o uso de cotonetes.
Mas existe outra razão para não utilizar cotonetes. Diz o médico que “no final do ouvido está a membrana timpânica, que serve para amplificar e propagar os sons. Ao colocar um cotonete no ouvido, não está apenas retirando a cera, está também empurrando a cera contra a membrana timpânica. Pior, poderá traumatizar a membrana com o cotonete, assim como os pequenos ossículos localizados para lá da membrana: o martelo, trapézio e estribo”.
Embora os cotonetes tenham a forma e o tamanho ideal para o orifício auditivo, a verdade é que este objeto tem mil e uma outras finalidades que não a limpeza dos ouvidos ou o cuidado de feridas.
Segundo o The Independent, os cotonetes podem ser usados para acender velas com pavios curtos. O truque passa por colocar a ponta do cotonete no álcool e usar fogo para prendê-lo à vela até que a chama chegue ao pavio.
Os cotonetes podem ser, também, usados para aumentar o cheiro a perfume. Borrifar um pouco nas extremidades e colocá-los nos bolos do casaco ou na mala é a sugestão dada. À falta de um pincel para aplicar sombras nos olhos, nada como um cotonete, que serve ainda para limpar pequenas extremidades das máquinas e dos eletrodomésticos, como é o caso da parte das grades da geladeira.
Os cotonetes servem ainda para limpar os teclados do computador, sendo apenas necessário usar álcool.
Este pequeno objeto pode ainda ser um aliado no cuidado da higiene da saúde dos animais, podendo ser usado na limpeza dos dentes e dos olhos dos gatos, por exemplo.

Notícia Minuto