Ronaldo tinha o sonho de trabalhar no Batalhão de Choque da PM
(Foto: Divulgação / facebook)
Com sonho de ser transferido para o Batalhão da Policia Militar de Choque (BPChoque), o aluno cabo da PM, Ronaldo Correia de Andrade, de 35 anos, morreu vítima de uma colisão na manhã deste sábado (12). O acidente de trânsito foi na Rua Spipe Calarge, Vila Carlota, em Campo Grande.
Segundo apurado pela reportagem do Portal Correio do Estado, o autor identificado como Wesley Avner Garcia de Jesus conduzia um veículo Kadett e teria avançado o sinal vermelho. O militar, que pilotava uma motocicleta modelo Hornet foi atropelado e morreu no local com hemorragia interna.
O autor, segundo informações da polícia, estava foragido da Justiça e tinha dois mandados de prisão em aberto por não pagamento de pensão alimentícia.
Há uma semana, Ronaldo teria ido ao Batalhão de Choque verificar a possibilidade de transferência. O desejo da vítima de atuar na corporação foi confirmado por colegas de profissão.


Fonte: Portal Coelho Neto