O Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) reuniu agricultores do Território do Vale Mearim, nesta última semana, para tratar sobre políticas púbicas e cooperativismo na agricultura familiar do Maranhão. O encontro foi parte da programação da I Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia (Agritec) realizada no município de Bacabal.
O Seminário “Políticas Públicas e Cooperativismo na Agricultura Familiar do Maranhão” tem o objetivo de reunir as cooperativas e associações de agricultores familiares com o poder público para um debate sobre os entraves e os desafios do cooperativismo na agricultura familiar no Estado.
O evento foi bem representado por categorias da sociedade. Estavam presentes organizações, cooperativas, movimentos sociais, união das cooperativas do Maranhão, Embrapa, Sebrae e colegiado de Desenvolvimento Territorial de Assistência Técnica e Extensão Rural do Vale do Mearim, que estavam há muito tempo dispersos sem nenhum tipo de assistência do poder público.
O objetivo da SAF é incluir 20 cooperativa familiar no Programa “Mais Gestão”. Este programa tem o objetivo de promover o fortalecimento de cooperativas da agricultura familiar por meio da qualificação de seus sistemas de gestão (organização, produção e comercialização).
Para o Coordenador do Departamento de Cooperativismo e Associativismo da SAF, Jhonny Santos, ano passado apenas uma cooperativa participou deste programa do Governo Federal. “Nosso objetivo é levar os benefícios do Programa ‘Mais Gestão’, que usa metodologia de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) específica para cooperativas da agricultura familiar, para mais de 20 cooperativas no Estado”, explicou.



Esse tipo de trabalho é importante porque as cooperativas da agricultura familiar têm sido, de forma crescente, confrontadas com a exigência de aprimorarem suas práticas de gestão, de modo a alcançarem melhores resultados de mercado e renda para seus cooperados. A qualificação das cooperativas vai garantir o acesso a mercados, especialmente ao aberto pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

O secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares, lembrou que este mês o estado recebeu visita do Sr. Antônio Rota que é Especialista Sênior em Pequenas Criações da Divisão de Assistência Técnica (PTA) do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA). O especialista visitou os municípios de Chapadinha e Vargem Grande e, além de apontar diversas dificuldades enfrentadas pelos produtores de caprinos e ovinos, avaliou que o cooperativismo e associativismo precisa de apoio para ser desenvolvido no Estado.
“Por isso o cooperativismo precisa ser fortalecido cada vez mais e o governo do estado, por meio da SAF, vai lutar juntamente com os parceiros, movimentos sociais e cooperados para fortalecer a agricultura familiar no Maranhão”, enfatizou o secretário Adelmo.
Durante o evento foi formado o comitê de desenvolvimento do cooperativismo na Agricultura Familiar do Maranhão. O Comitê foi formado por membros de cooperativas, movimentos sociais e parceiros como Embrapa e Agerp.
“Os trabalhos só estão começando, ainda tem muita coisa pra ser feita. O sucesso e fortalecimento do cooperativismo e associativismo no Maranhão só será possível com o apoio e parceria do Governo, associações, instituições públicas e privadas, sindicatos e de todos que lutam pelo desenvolvimento do Estado por meio da agricultura familiar, declarou o presidente da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado do Maranhão” - UNICAFES, Joaquim Alves.

Estavam presentes, ainda, no seminário a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa/Cocais, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae/MA, Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST, Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu – Miqcb, Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão – Aconeruq, Confederação das Cooperativas de Reforma Agrária do Brasil – CONCRAB, Ministério do Desenvolvimento agrário.