A noite desta terça-feira (22) foi marcada por dois assassinatos em menos de 6 horas em Coroatá. O último deles aconteceu no Povoado Alegria, zona rural da cidade.

O mototaxista conhecido como “Preto” foi alvejado por pelo menos seis disparos de arma de fogo e morreu no local. O crime, segundo a polícia, tem todas as características de execução, já que os autores não levaram nada da vítima, até a moto foi deixada.


De acordo informações, o mototaxista era jurado de morte, depois de ter reagido a um assalto e matado o assaltante.
















Mas cedo, um homem identificado apenas como Walysson, que vende guaraná da Amazônia, foi executado no bairro do Cajueiro, em Coroatá. Dois homens em uma moto chegaram na banca onde o rapaz trabalhava e um deles travou briga corporal com a vítima. Logo em seguida o condutor da motocicleta sacou a arma e atirou na cabeça de Walysson, que ainda tentou fugir, mas caiu agonizando e morreu minutos depois

iCaxias/Coroatá Online