Os funcionários começaram a sacar o seu abono desde às primeiras horas desta manhã. A prefeita Teresa Murad, através da Secretaria de Educação, ordenou o pagamento do abono salarial aos professores da Rede Municipal de Ensino no valor de R$ 2.050,00. O município de Coroatá é um dos pouquíssimos entes maranhenses a efetuar o benefício, um direito dos servidores gerado pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

Segundo avaliação do Executivo Municipal, esta ação é uma demonstração de compromisso com a Educação e com todos os munícipes. Atualmente, além do equilíbrio financeiro, Coroatá ocupa o posto de 18º no ranking da transparência entre os 217 municípios do Estado. Os funcionários começaram a sacar o seu abono desde às primeiras horas desta manhã. A prefeita Teresa Murad, através da Secretaria de Educação, ordenou o pagamento do abono salarial aos professores da Rede Municipal de Ensino no valor de R$ 2.050,00. O município de Coroatá é um dos pouquíssimos entes maranhenses a efetuar o benefício, um direito dos servidores gerado pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

Na contramão disso, está a prefeitura de Olho d'Água das Cunhãs, que até ontem (28) havia deixado de depositar metade do Décimo Terceiro e Abono Salarial para os professores da rede municipal. Os servidores reclamam ainda de não receber nenhum aumento na atual gestão, salve os aumentos do salário minimo, sem contar na inexistência do plano de cargos e carreiras.

PASMEM

O pior de tudo é a postura deprimente da entidade sindical, que aceita tudo, como se nada tivesse acontecendo... Estranhamente na sua página pessoal nas redes sociais, o presidente da entidade, rasga elogios a gestão do prefeito Rodrigo Oliveira. Enquanto isso, os servidores ficam sem ter a quem recorrer.

Fonte: Mearim Net