Lista de secretariáveis de Flávio Dino tem vários processados e condenados


11comentários
José Reinaldo teria sido indicado pela Sinfra, mesmo tendo sido preso por irregularidades na pasta em seu governo
José Reinaldo teria sido indicado pela Sinfra, mesmo tendo sido preso por irregularidades na pasta em seu governo
Os comunistas do Maranhão mantêm inabalável a fé na vitória do seu líder máximo, Flávio Dino, e já até montaram uma lista com os nomes dos possíveis secretários estaduais que serão nomeados e empossados no dia 1º de janeiro de 2015. Faltando sete dias para a eleição, a relação circula nas redes sociais, com ampla repercussão. Nos bastidores comunistas circula a informação de que caso não seja a própria pessoa apontada na lista a assumir a secretaria, esta terá pelo menos o poder de indicar quem ocupará a pasta
Entre os secretariáveis estão figuras carimbadas da política local, conhecidos muito mais pela má condutora ao ocupar cargos públicos. Alguns são réus em processos por irregularidades em suas respectivas gestões, enquanto outros já foram até condenados.
Um dos auxiliares do “futuro” governo de Flávio Dino é o empresário piauiense Dedé Macedo, um dos maiores financiadores da campanha de Dino, que mantém relação controversa com empresas e políticos maranhenses e é dono do helicóptero usado para transportar o comunista em suas viagens pelo estado. Ele teria sido indicado para ocupar a Secretaria de Transparência, pasta que será criada especialmente para acomodá-lo.
A poderosa Secretaria de Infraestrutura será dada ao ex-governador José Reinaldo Tavares, candidato a deputado federal nestas eleições. A indicação é, no mínimo intrigante, já que foi justamente nessa pasta que ocorreram as irregularidades que resultaram na prisão do Tavares e outros membros do seu governo por envolvimento em desvio de recursos públicos investigados pela Operação Navalha, deflagrada pela Polícia Federal em 2007.
Condenado no episódio da demolição do Costa Rodrigues, Weverton já teria sido indicado para voltar à Sedel
Condenado no episódio da demolição do Costa Rodrigues, Weverton já teria sido indicado para voltar à Sedel
Outro que integra a lista é o deputado federal Weverton Rocha (PDT). Ele seria contemplado com a Secretaria de Desportos e Lazer (Sedel), a mesma que ocupou no governo do falecido Jackson Lago, quando houve a demolição do Ginásio Costa Rodrigues, por ele autorizada, mediante o pagamento de R$ milhões à construtora responsável pela obra. Por causado episódio, Weverton teve os bens bloqueados pela Justiça, a pedido do Ministério Público (recorde).
O ex-deputado estadual Rubens Pereira, pai do deputado estadual Rubens Jr. (PCdoB), que concorre a uma vaga na Câmara Federal, também faz parte da relação. Ele ocuparia a Secretaria de Educação, uma das pastas mais cobiçadas em qualquer governo. Detalhe: o indicado foi condenado à perda dos direitos políticos por cinco anos e a devolver R$ 759,6 mil aos cofres do Estado, além de estar proibido de contratar ou receber incentivos financeiros do poder público devido a irregularidades registrados no período em que foi prefeito de Matões, na década de 90.
Othelino foi condenado à perda dos direitos políticos por má gestão na Sema, mas poderá voltar a comandar ou indicar nome para a pasta
Othelino foi condenado à perda dos direitos políticos por má gestão na Sema, mas poderá voltar a comandar ou indicar nome para a pasta
Em 2006, Rubens Pereira deixou de ser candidato a deputado, colocando o filho em seu lugar, por causa condenações parecidas.O ex-deputado foi acusado pelo Ministério Público de desviar convênios de associações, especialmente na área de eletrificação rural. O pai do deputado comunista usou o nome de 21 pessoas no golpe.
O deputado Othelino Neto (PCdoB), outro que tenta renovar o mandato, é cotado para voltar à Secretaria de Meio Ambiente, pasta que comandou nos governos de José Reinaldo Tavares e Jackson Lago, com desempenho reprovado pela Justiça. Othelino foi condenado à perda dos direitos políticos por cinco anos por ter cometido atos de improbidade administrativa ambiental, concessão de licença sem cumprimento de formalidades legais e omissão do dever de fiscalização pelo juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca de São Luís, Manoel Matos de Araújo Chaves
A lista publicada é composta somente por aliados do candidato Flávio Dino, com os quais o comunista pretende contar no mandato que ele já dá como certo. Confira:
Secretário-Chefe da Casa Civil – Márcio Jerry
Secretário-Chefe da Ass. Programas Especiais – Sálvio Dino
Secretaria de Estado da Mulher – Daniela Lima
Secretário-Chefe do Gab. Militar – Francisco Melo
Secretaria da Transparencia (pasta nova) – Dedé Macedo
Secretaria de Estado Assuntos Políticos – Marcelo Tavares
Secretaria de Estado da Comunicação Social – Aline Louise
Secretaria de Estado da Fazenda – Abdelaziz Santos
Secretaria de Estado da Segurança Pública – Jefferson Portela
Secretaria de Estado da Justiça e Adm. Penitenciária – Raimundo Cutrim
Secretaria de Estado da Ciência, Teconologia e Ensino Superior – Waldir Maranhão
Secretaria de Estado da Educação – Rubens Pereira
Secretaria de Estado da Infraestrutura – José Reinaldo Tavares
Secretaria de Estado da Saúde – Simplicio Araújo
Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano – Raimundo Guanabara
Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura – Edilson Araujo
Secretaria de Estado do Des. Agrário e Agricultura Familiar – Patricia Vieira
Secretaria de Estado do Des. Social – Leny Régia
Secretaria do Esporte e Lazer – Weverton Rocha
Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais – Othelino Neto
Secretaria de Estado da Cultura – Renato Dionisio
Secretaria de Estado Extraordinaria da Igualdade Racial – Eliziane Gama
Secretaria de Estado Extraordinaria de Assuntos Estratégicos – Pinto Itamaraty
Sec. De Estado Extraordinaria da Juventudade – Pablo Lima
Sec. De Estado Extraordinaria de Articulação Institucional – Marcio Jardim
fonte: Blog do Daniel Matos

Postar um comentário

0 Comentários